Beneficicios de ser generoso para a saúde

Atualizado el13 de dezembro de 2017, 18:06

Praticar o altruísmo –é dizer, ser generosos sem esperar nada em troca– faz com que nossos genes envejezcan mais lentamente e que possamos viver mais. É uma associação especialmente curiosa que nem os cientistas explicam, mas vários estudos têm demonstrado que existe, que é real.

Certamente tenha muito a ver com o fato de que, uma vez vencemos a resistência ou a preguiça (muito própria de uma sociedade onde o medo de perder bens ou serviços pode levar-nos a não compartilhar), a generosidade que nos faz sentir melhor com nós mesmos e com o nosso ambiente. E isso favorece que desfrutemos de uma saúde melhor.

Se você é generoso você É mais feliz

Sim, “só o bem” com os outros nos faz felizes. Assim o assegura um estudo da Universidade de Zurique (Suíça), que analisou a resposta cerebral que provoca a generosidade.

  • Mudanças no cérebro. Parece que, depois de decidir fazer algo por altruísmo, você ativa a área do cérebro que regula a felicidade. E isso não acontece quando decidimos agir de forma egoísta, aponta o relatório, publicado na revista Nature.
  • Mais felicidade, mais anos. São várias as pesquisas que vinculam a felicidade com a longevidade. Uma delas, da Universidade Autónoma de Madrid, mostra que pequenas doses de felicidade, que você pode obter no seu dia-a-dia (por exemplo, sendo solidário) favorecem viver mais anos e com mais saúde.

O altruísmo ajuda a Dormir melhor

Os atos de generosidade reduzir a irritabilidade e melhoram a qualidade do sono, segundo concluiu um estudo da Universidade da Califórnia em Riverside (EUA). (EUA).

  • Dormir bem é a chave para somar (bons) anos. Outro relatório, desta vez da Portland State University, no estado de Oregon (EUA). UU.) chegou há alguns anos a uma conclusão surpreendente: as pessoas mais idosas que melhor dormiam eram as que tinham 100 anos ou mais. Um certo descanso, por isso, pode ser um dos segredos da longevidade.

Combate o estresse

É outro dos benefícios associados à sensação de bem-estar , que é gerado quando somos altruístas. O que sugere uma pesquisa da Universidade de Yale (EUA). UU.) publicado no Clinical Psychological Science.

Relacionado com este artigo

o amor saudável?

  • Ajuda a gerenciá-lo. Parece que a solidariedade reduz os efeitos negativos do estresse, que podem ser numerosos.
  • Reduzi-lo ajuda a mantê-lo jovem. Sofrer estresse normalmente aumenta o risco de distúrbios cardíacos, enfraquece as defesas e favorecem o envelhecimento precoce e a insônia. Por isso é tão importante lutar contra ele.

Você tem menos risco de hipertensão

Sabia que ser solidário pode ajudar a manter os níveis de tensão arterial para listra? O que diz um estudo norte-americano.
Órgãos mais protegidos. Rins, coração, olhos e cérebro podem ser danificados se a tensão arterial é alta.

Escolha a sua forma de trabalhar: há muitas opções para ser generosos

24% dos espanhóis era sócio ou havia feito uma doação a alguma ONG em 2016, 4% a mais que no ano de 2014. Mas na hora de ser solidários, não só podemos doar dinheiro: o altruísmo pode vestir-se diferentes trajes. Assim, você pode…

  1. Doar o seu tempo. Se você tiver tempo livre, você pode procurar uma iniciativa com a qual você se sinta identificado e colaborar com ela como voluntário.
  2. Doar dinheiro. Na Internet existem plataformas de financiamento (crowdfunding) que permitem somar pequenas doações para levar a cabo diferentes tipos de projetos.
  3. Divulgar iniciativas. Mencionar as campanhas de diversas ONGS nas redes sociais é mais uma forma de colaborar com eles, dando-lhes a difusão.